quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Bancada de apoio ao prefeito Léo “racha” e colegas negam permanência de Bagatine na liderança do governo

O ambiente hostil, entre membros da bancada de apoio ao prefeito Leonardo Cardoso (PP), tem se tornado claro a cada declaração feita por algum vereador, e a política da “boa vizinhança” entre alguns já se tornou questionável. Prova disso, é que na semana passada, para evitar o “racha” já anunciado, o prefeito convocou uma reunião de urgência.

A polêmica da vez e o claro fim de “romance” entre os colegas ficou evidente após matéria publicada, na manhã desta quarta-feira, (27), pelo blogueiro e também vereador Bozó (PHS).

Em sua publicação, Bozó informa que, em uma reunião realizada na última sexta-feira, (22), entre o prefeito e nove, dos dez vereadores que lhe apoiam, o gestor teria deixado claro que não há a menor intenção de tirar do vereador Bagatine (DEM) o posto de líder da bancada governista. Bagatine foi alvo de polêmica recentemente, quando noticiado pelo Diário Paralelo, com exclusividade, que o mesmo estaria movendo uma ação contra Câmara de Vereadores para reaver partes de vencimentos retidos pela Casa, o que teria deixado o vereador e presidente da Câmara Uziel Barreto contrariado.


Para aumentar ainda mais a polêmica e confirmar de vez o racha, pessoas ligadas a Câmara informaram que, ainda, não há nada formalizado na Casa sobre a questão da liderança do governo. “A liderança de Bagatine não foi discutida para este segundo biênio. Isso é uma jogada que estão armando para manter o vereador no posto. Não há nada protocolado na Casa”, informou a fonte.(Diário Paralelo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.