APERTE O PLAY! Ouça a radio web que é sucesso VIBEMIX

domingo, 21 de abril de 2019

Avião arremete para evitar colisão com aeronave na pista do aeroporto de Salvador

Um avião que saiu de Belo Horizonte com destino a Salvador, na tarde deste sábado (20), precisou arremeter quando já estava próximo de pousar na capital baiana, para evitar se chocar com outra aeronave que estava na pista. A advogada Marcela Esteves, uma das passageiras do voo LA3883, da Latam, relatou ao G1 que houve muita tensão entre as pessoas a bordo durante o procedimento. Ela gravou um vídeo do momento em que o piloto da aeronave explicou para os passageiros o que tinha ocorrido.

“Houve a instrução para descontinuarmos nossa aproximação. Já estamos no controle de Salvador, recebendo as novas instruções para o pouso em Salvador. Apenas confirmando, então: devido a aeronave de baixa performance que ocupou a pista de Salvador num tempo maior que o previsto. Eu sinto muito pelo imprevisto e, em poucos minutos, estaremos então pousando em Salvador. Agradeço a compreensão”, disse o piloto, após a arremetida.

A passageira disse que, após a arremetida, o avião levou cerca de 20 minutos para conseguir pousar no aeroporto da capital. “Ele foi até a região da Barra e voltou para o aeroporto. O piloto pediu desculpas. Foi um absurdo o que aconteceu. Poderia ter sido um acidente horrível”, relatou.

Em nota, a Latam informou que o voo LA3883 (Belo Horizonte/Confins – Salvador), descontinuou o procedimento de aproximação e pouso devido a restrições operacionais na pista do aeroporto de Salvador. Afirmou, no entanto, que a aeronave pousou normalmente e em total segurança no aeroporto da capital baiana às 16h.


A companhia informou que aproveita a oportunidade para esclarecer que a manobra feita pelo piloto é um procedimento de segurança comum na aviação, previsto em diversas situações. A Latam disse, ainda, que segue as mais rigorosas normas de segurança da aviação, atendendo de forma irrestrita as regulamentações das autoridades brasileiras e internacionais.

A assessoria da Vinci Airports, empresa que administra o terminal da capital baiana, informou que a Força Aérea Brasileira (FAB) é a responsável pelo procedimento de pouso.

A FAB disse que a aeronave da Latam ainda não tinha permissão para pousar, por conta da outra aeronave na pista, e que, por conta disso, a torre informou ao piloto a necessidade de arremeter. Disse, assim como a Latam, que o procedimento adotado pelo piloto é comum na aviação e que não houve nenhuma quebra de segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.