quarta-feira, 10 de abril de 2019

Prefeito de Alagoinhas, médico do Atlético-BA será julgado por xingar arbitragem

O prefeito de Alagoinhas e médico do Atlético de Alagoinhas, Joaquim Neto (DEM), será julgado nesta quarta-feira (10) pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA), a partir das 18h, no edifício Palácio dos Esportes, localizado na Praça Castro Alves, em Salvador. Ele foi denunciado pela expulsão e por sua conduta na partida do Carcará contra o Bahia, no Carneirão, pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Baiano. O árbitro da partida, Bruno Pereira Vasconcelos, realtou na súmula ter sido xingado pelo médico.

“Após o término do primeiro tempo, este mesmo, invadiu o campo de jogo e partiu em nossa direção, falando: “Você é ladrão e por isso não vai a lugar nenhum, por isso que essas m* não saem da Bahia”. Por isso precisamos da ajuda do policiamento para irmos ao vestiário. Na saída, o médico ainda falou: “vocês são uma cambada de filhos da p*, ladrões, safados”. vale salientar ainda que mesmo tendo sido expulso aos 25 minutos, ele permaneceu no banco de reservas, pois sua equipe não possuía um substituto, desta maneira a regra do jogo permite a sua permanência”, realtou o árbitro.

O Atlético de Alagoinhas perdeu aquele jogo por 2 a 0 para o Bahia, disputado no último dia 27. O Carcará acabou sendo eliminado do Baianão pelo placar agregado de 5 a 0 favorável ao Tricolor no confronto. (BN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.