APERTE O PLAY! Ouça a radio web que é sucesso VIBEMIX

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Rei de Malásia que renunciou trono por esposa se divorcia após 7 meses

A breve história de amor entre Mohammed V de Kelantan, que foi rei da Malásia até o início deste ano, e Rihana Oksana Voevodina, ex-modelo russa, terminou tão rápido quanto começou, segundo reportagem do El País. De acordo com o jornal espanhol, a imprensa local noticiou esta quarta (17) documentos públicos do divórcio entre os dois, que se casaram em uma cerimônia em Moscou em novembro do ano passado. Não se sabe o que teria levado ao término, mas os indícios apontam para uma separação litigiosa. De acordo com o El País, o divórcio foi realizado da forma mais severa prevista na lei islâmica, o chamado triplo talaq. Segundo essa tradição, basta que o marido repita a palavra “talaq” três vezes para que a separação irrevogável se concretize. Alguns países muçulmanos, como o Paquistão, banem a prática por considerar que ela viola os direitos das mulheres. O palácio real de Kelantan se limitou a divulgar um comunicado oficial em que pede à imprensa que não se refira a “certos indivíduos” como portadores de alguns títulos de nobreza -entre eles está o de rainha de Rihana Oksana. Nem o ex-rei, nem sua ex-esposa se manifestaram publicamente sobre a separação. 

O romance entre os dois começou de forma igualmente misteriosa. Mohammed V se casou nenhum aviso prévio com a ex-miss Moscou Oksana Voevodina em novembro de 2018 em uma cerimônia em Moscou.

Então com 25 anos, a ex-modelo que trabalhou durante anos na China e na Tailândia se converteu ao Islã, religião oficial da Malásia, e adotou o nome Rihana Oksana Voevodina.

Em entrevistas, ela afirmou que gostava de homens que “andam de skate e bicicleta e participam de competições”. Porém, Mohammed V parece ter atendido ao seu critério mais importante: “acredito que o homem deve ser a cabeça da família e por isso não deve ganhar menos que a mulher”. 

Ativa nas redes sociais, Oksana incomodou a família real desde o início do relacionamento. As fotos que publicava em sua conta no Instagram, nas quais mostrava sua vida de rainha, contrastavam com a tradicional discrição dos parentes do marido. 

Em um dos posts, ela conta como os dois se conheceram: “Ele se apresentou como o rei da Malásia. Achei que fosse uma piada, e respondi dizendo que era a rainha de Moscou”, escreveu ela, segundo o El País. 

Em maio deste ano, seis meses após as bodas do casal, Oksana deu à luz a um filho. Seu perfil na rede social também conta com várias fotos suas durante a gravidez. 

A polêmica envolvendo o casal pareceu atingir seu auge quando, no fim de 2018, vieram à tona imagens de um reality show russo no qual Oksana havia participado. As cenas mostravam a nova rainha fazendo sexo com um homem jovem. 

O episódio foi o estopim para renúncia de seu marido, ocorrida em janeiro deste ano. Mohammed V foi o primeiro rei da história moderna da Malásia a renunciar desde que o país se tornou uma monarquia parlamentar. (Folhapress)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.