sábado, 28 de dezembro de 2019

Aeroporto de Salvador é o primeiro do país a implantar usina solar

-Foto: DivulgaçãoO Salvador Bahia Airport, está instalando uma usina solar na cabeceira da pista do Aeroporto, tornando o primeiro do país a contar com uma usina solar abastecendo o Terminal.

Para a construção da usina solar, foi feito um investimento de R$ 16 milhões. A usina contará com 11 painéis solares, que compreendem 30 mil m² de área.

Após entrar em pleno funcionamento, a usina solar vai suprir mais de 30% do consumo atual do terminal de passageiros, o equivalente ao necessário para abastecer 3.800 casas populares. A usina vai diminuir ainda em 30% a pegada de carbono do Aeroporto, o que equivale a 690 toneladas ao ano.

A utilização de energia solar integra o compromisso do aeroporto com a sustentabilidade, alinhado à Air Pact, estratégia ambiental global da rede VINCI Airports.
Outros aeroportos do grupo como o Nuevo Pudahuel, em Santiago no Chile, já realizam a captação de energia solar e aplicam no dia a dia das suas operações.

A construção da usina solar atende ainda a um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do Milênio, agenda global da Organização das Nações Unidas para um mundo melhor do ano de 2030. A meta se refere à ampliação do acesso a energias limpas e sustentáveis.

Aeroporto Verde

A sustentabilidade aplicada no aeroporto da capital da Bahia vêm ganhando destaque tanto no cenário nacional quanto internacional. Durante a última assembleia do Conselho Internacional de Aeroportos – América Latina e Caribe, o Salvador Bahia Airport foi reconhecido como um “aeroporto verde” pela instituição, além de receber o certificado de acreditação de carbono.

Além disso, em janeiro de 2019, o aeroporto foi o primeiro das regiões Norte/Nordeste e o segundo do Brasil a obter a certificação Airport Carbon Accreditation (ACA), concedida pela organização Airport Council International (ACI) em nível 1, que avalia e reconhece os esforços de redução de gases de efeito estufa gerados pelos aeroportos. Os próximos passos são: obter o nível 2 da certificação e reciclar 100% dos resíduos gerados. (A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.