quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Menino de 5 anos baleado na cabeça segue em estado grave; armas de policiais foram apreendidas

Continua grave o estado de saúde de Arthur Gonçalves Monteiro, de 5 anos, atingido na cabeça por uma bala perdida na cabeça na noite de segunda-feira (27), no Engenho Novo, Zona Norte do Rio.
A criança segue internada na Unidade de Terapia Intensiva pediátrica do Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde conseguiu vaga na manhã de terça-feira (28), depois de passar por cirurgia no Hospital Salgado Filho, no Méier.
Segundo a polícia, as armas do policiais da Unidade de Polícia Pacificadora do Morro do São João foram apreendidas para exame de confronto balístico e testemunhas estão sendo ouvidas na 25ª DP (Engenho Novo).

Ainda de acordo com a polícia, a perícia no local em que Arthur foi atingido será feita posteriormente, quando o pai do menino, Paulo Roberto Monteiro, tiver condições de comparecer à região.


Ele se jogou por cima do filho para protegê-lo do tiroteio e foi atingido por um tiro na mão. O projétil atravessou a mão de Paulo Roberto e ficou alojada na cabeça de Arthur.

Policiais da UPP dizem que foram atacados por traficantes no Morro do São João e iniciaram intensa troca de tiros. Os criminosos fugiram e ninguém foi preso. Arthur acompanhava o pai em uma partida de futebol no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.