quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Quase 7 mil pessoas são confinadas em cruzeiro por casos suspeitos de coronavírus a bordo

-Quase sete mil pessoas, entre elas seis mil passageiros, estão em um navio cruzeiro na Itália impedidos de deixar a embarcações por casos suspeitos de coronavírus entre as pessoas que estão a bordo.

A informação foi revelada por autoridades locais, na manhã de hoje (30), e profissionais de saúde já chegaram ao navio para realizar exames. O cruzeiro está no porto de Civitavecchia, comuna próxima a Roma.

“O ministério da Saúde nos alertou sobre possíveis casos e enviou três médicos a bordo para realizar os exames prévios”, informou à AFP uma porta-voz do centro de saúde de Civitavecchia. (Metro1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.