sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

TRILOGIA O SENHOS DOS PAPÉIS – Estrelando: Toin do Bó

Finalmente chegou! Sim, é tempo de eleição, é tempo festa, trabalho, barulho, bajulador, (puxa saco) é tempo de tudo, afinal, chegou o período eleitoral!
A primeira impressão que mais uma vez, teremos uma disputa entre três candidatos em Presidente Tancredo Neves, isso não é uma novidade absoluta, já que em duas oportunidades, esta situação já se repetiu na história politica de Presidente Tancredo Neves. A primeira numa eleição nos tempos de “Capitão Paulo”, e outra mais recente tendo como uma terceira vertente (Oziel Brito, que na oportunidade obteve 512 votos).  Desta vez, nos bastidores que antecedem o pleito, tudo se desenha para mais uma vez termos no mínimo três opções de voto. Más, quem serão essas opções mais prováveis? E qual suas histórias até aqui? Todos os três tem chances reais de vencer a eleição? Quais as características administrativas deles e com quais exemplos macros podem ser comparados para termos uma especulação de como seria um governo deles, ou mais um, já que dois deles já foram ou estão como prefeito.
Bom, tratando-se de chances reais de vencer a eleição, vejamos as probabilidades baseando-se no passado e presente, além de serviço prestado e poderio de liderança no município. 
Sem nenhuma ordem a seguir iremos detalhar aleatoriamente os candidatos sem nenhuma mostrarem de beneficio individual.

Assim sendo começaremos pelo atual prefeito, para respeitar a hierarquia.

Toi do Bó: ex-comerciante, de família tradicional e conhecida na cidade, tentou pela primeira vez um mandato contra o ex-prefeito (cassado) Moacy pereira, que deposto foi substituído pelo vereador, e por dois anos prefeito Balbino Mota. (Guarde esse nome já voltaremos a ele). Mas, dando continuidade Toi do bó após sua primeira derrota, iniciou uma peregrinação pelo município, foram quatro anos de campanha, já que tinha tempo de sobra, uma vez que havia perdido seu supermercado logo durante a política por ele perdida. Nas andanças pelo município, não que seja uma veracidade totalmente passível de comprovação, mas por tantas vezes repetida que se tornou um clichê a maneira enfadonha deprimente que o atual prefeito naquela oportunidade pedia votos. Todavia, sendo como for, surtiu efeito, pois a população curou uma névoa de caridade e solidariedade, alguns até diziam abertamente “vou votar em Toi pra ele recuperar tudo que perdeu”, seria cômico se não fosse triste. Essa realidade tomou conta dos eleitores no município o levou o atual prefeito a vencer a eleição com uma vantagem esmagadora sobre “Balbino” lembra-se dele? No inicio do texto eu alertei a você que citaria no nome dele mais uma vez, então vou abrir uma lacuna aqui só pra deixar escapar um pouco dessa epístola.

Valdemir de Jesus Mota foi vereador, e em dada oportunidade esteve como presidente da câmara municipal quando o então prefeito Moacy foi cassado, sendo assim assumiu interinamente a prefeitura até as eleições suplementares, na qual participo e foi eleito, em dois anos não fez mau governo, obras, pagamento, organização tudo certinho, entretanto, após perder a eleição para o então prefeito Tonho do Bó, deixou a desejar, o que manchou sua reputação politica no município.
Voltando para o que interessa, após eleito e vendo-se em um mar de promessas de emprego o atual prefeito (refugou) não cumpriu quase em sua totalidade as promessas de emprego que havia feio em 4 anos de campanha, poderíamos aqui sermos sarcásticos suficiente para dizermos (bem feito aos eleitores) mas, quem somos nós que também sempre somos enganados na politica seja em qual esfera for.

Não seria difícil apontar as falhas inumeráveis deste governo, todavia, se o fizermos poderíamos perder a credibilidade da matéria, pois, nos tornaríamos tendenciosos, e isso não queremos apresentar aqui, ao menos não neste momento. Apensar de não ser segredo nossa convicção político-partidária, sempre pautamos pela responsabilidade no que apresentamos aos nossos leitores.

Agora, com a politica as vésperas, as coisas começaram a entrar nos eixos, praças sendo construída, reformadas, estradas sendo patroladas, tudo como manda o figurino, bom seria se tivesse sido assim por todo o governo, todavia vemos que por três anos as coisas não funcionaram assim. Quem não lembra do primeiro São João que não houve, e no segundo que houve foram quase meio milhão de reais em uma festa simplória que se comparado outros municípios gastaram muito menos. 
Ah, mas como bom redator não poderia deixar de apresentar os dois lados da moeda, os salários estão sendo pagos em dia, não que isso seja alguma coisa fora do comum já que não passa de obrigação.
Bom, este é só o enredo, os capítulos principais é de conhecimento de todos. Como já dissemos é bastante provável que Toi seja candidato a reeleição, aí meu amigo, cabe a você fazer a avaliação final e decidir se é mesmo o nome certo para continuar o trabalho. Toi do bó vai continuar ou vai desistir?
Essa é a primeira saga de uma trilogia que colocaremos no ar, já antecipo para você que a próxima é sobre o Ex Prefeito Quinha, que também desponta como possível candidato.

Redação: Itabaina Agora

2 comentários:

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.