quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Policial Militar é encontrado morto com sinais de tortura em Feira de Santana

-É do Policial Militar Antônio José Pereira Braga, 49 anos,  o corpo encontrado por volta das 9h, de quarta-feira (26), na Rua Antônio de Santana no bairro Nova Esperança em Feira de Santana. Ele estava com as mãos queimadas e um fio amarrado ao pescoço. A suspeita da polícia é que tenha sido torturado.

O Cabo PM Braga morava em Feira, era lotado no 16º Batalhão de Serrinha (BPM) e trabalhava em Santanópolis. O corpo foi reconhecido por familiares no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Próximo ao corpo, no local do crime, foram encontrados vasilhames vazios de álcool, toalhas e roupas. Ao Acorda Cidade um familiar informou que ele trabalhou no Carnaval de Salvador e chegou em Feira de Santana por volta das 6h de segunda-feira (24), e não tinha entrado em contato com a família.


“Em momento algum ele chegou a comentar com a gente que estava sendo ameaçado ou qualquer coisa deste tipo. Ele era um cara que se comunicava muito com a família e segunda e terça pela tarde ele não encontrou em contato. Aí existiu essa preocupação e depois surgiu essa informação do corpo encontrado no Nova Esperança”, informou.


Local onde o corpo foi encontrado. (Foto: Reprodução/Mídas Sociais)
A identidade do policial também foi confirmada pelo coronel Luziel Andrade, comandante do Policiamento Regional Leste. “Lamentavelmente a família reconheceu o corpo. Já tínhamos algumas informações e foram confirmadas. Agora vamos buscar outras informações. Os lugares onde ele esteve, os últimos contatos. Vamos investigar. Ele tinha 14 anos já na condição de cabo. É um membro nosso e seja qual seja a situação vamos investigar e chegar aos culpados”, afirmou o coronel ao Acorda Cidade.

O 16º BPM divulgou uma nota de pesar. Confira:


NOTA DE PESAR

É com pesar, que o 16º Batalhão de Polícia Militar comunica o falecimento do Cabo PM Antônio José Pereira Braga, 49 anos, e 23 anos servindo a Corporação. Cb Braga ingressou na PMBA no ano de 1997, estava lotado na 1ª Companhia, no Pelotão de Santanópolis. O 16º Batalhão de Polícia Militar lamenta a morte deste honrado guerreiro, externando aos amigos, companheiros de trabalho e familiares, os nossos sentimentos de mais profundo pesar. (Acorda Cidade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.