segunda-feira, 30 de março de 2020

Tragédia: quatro pessoas da mesma família morrem infectadas com o coronavírus

-Protocolo emitido pelo governo chinês sobre trato de pessoas falecidas devido o coronavírus Reuters
Mesmo com uma baixa taxa de mortalidade para a população em geral, o novo coronavírus é uma doença de alto risco para pessoas que pertencem ao chamado “grupo de risco”, o qual inclui idosos [a partir dos 60 anos] e pessoas com alguma debilidade em saúde, especialmente doenças respiratórias.

Alguns casos de infecção com o Covid-19, no entanto, fogem desse padrão e terminam surpreendendo, como revelou o membro de uma família onde quatro pessoas morreram em decorrência do vírus e mais dois parentes estão em estado crítico.

Roseann Paradiso Fodera concedeu uma entrevista para a rede CNN para falar deste caso. Ela disse que Grace Fusco, 73 anos, morreu após ser diagnosticada com o coronavírus. Dois filhos dela, ambos com 50 e poucos anos, já haviam morrido antes pelo mesmo motivo, e depois outro filho chamado Vincent Fusco Jr., também de 50 anos, morreu na quinta-feira.


“Esta é uma tragédia insuportável para a família”, disse Paradiso, observando que devido ao número alto de mortes dos parentes, toda a família ficou preocupada com os outros membros que agora precisam ficar em observação devido ao risco de contágio da doença.

No total, 19 pessoas entre “filhos, pais e netos nesta família” que aguardam os resultados dos testes “estão ansiosas por seus parentes terem tido contato entre si e agora não sabem se estão infectados ou não”, disse Paradiso.

Até o momento os Estados Unidos, país da família afetada, possui o maior número de infectados com o coronavírus no mundo, sendo 125 mil pessoas no total, com 2.191 mortes.

Em uma entrevista para a CNN neste domingo 29, o especialista em doenças infecciosas e conselheiro do presidente Donald Trump para a pandemia do novo coronavírus, Anthony Fauci, falou que o número total de mortos no país pode ultrapassar a casa dos 100 mil, segundo informações do UOL.

“Em função do que vemos hoje, diria que entre 100 mim e 200 mil”, disse ele ao ser questionado sobre uma possível previsão.

Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.