segunda-feira, 18 de maio de 2020

Salvador: Lobato, Liberdade e Bonfim terão medidas restritivas a partir desta quarta; veja mudanças

-
Os bairros Lobato, Liberdade e Bonfim terão medidas restritivas a partir desta quarta-feira (20). O anúncio das normas, que visam restringir o avanço do novo coronavírus na capital baiana, foi feito pelo prefeito ACM Neto durante uma coletiva virtual realizada nesta segunda-feira (18).

Devido ao grande número de novos casos, o bairro de Plataforma permanecerá com as medidas restritivas por mais sete dias. Já o bairro da Boca do Rio e Centro da cidade terão as medidas preventivas suspensas a partir desta terça (19).

De acordo com o prefeito ACM Neto, nestas regiões onde as medidas foram suspensas, haverá condições para a população e acompanhamento da situação de um possível avanço do novo coronavírus. “Caso as coisas piorem, nós retornamos com as medidas e isso vai depender do morador, do comerciante. Se houver um respeito às regras que a Prefeitura irá impor, não vamos precisar retornar com as medidas restritivas”, disse o prefeito.

Nestas regiões, todo o comércio deverá fornecer álcool em gel, será imposto dois metros de distância de um ambulante para o outro e o uso de máscara será obrigatório.

Medidas nos novos bairros
Os novos bairros inclusos (Lobato, Liberdade e Bonfim) terão medidas restritivas a partir de quarta-feira (20). Isto consiste no fato em que o acesso será permitido apenas a moradores, com apresentação do comprovante de residência. Todas as atividades comerciais formais e informais estarão proibidas, exceto supermercados, farmácias, bancos e agências lotéricas.

Já em relação aos veículos, a restrição ocorrerá das 7h às 19h. Já os ônibus terão acesso normal às localidades.  Serão instaladas barreiras, e a fiscalização será feita por agentes da Superintendência de Trânsito (Transalvador), Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar da Bahia (PM-BA).

Além disso, a prefeitura realizará ações nos locais que terão restrições, como distribuição de máscaras à população local, aplicação de testes rápidos em postos fixos, medição de temperatura e ações de higienização nas ruas e de enfrentamento ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Os ambulantes e feirantes que atuam nesses bairros irão receber cesta básica. O auxílio será concedido mesmo se o trabalhador estiver recebendo outros benefícios dos governos federal, estadual e municipal. (A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.