terça-feira, 16 de junho de 2020

Vereadores de Curitiba aprovam congelamento dos próprios salários durante 4 anos


Depois do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defender o corte de salário dos poderes Legislativo e Executivo, diversos políticos pelo Brasil começaram a discutir a medida nas esferas municipais e estaduais. O prefeito de Salvador, ACM Neto, também se posicionou a favor da redução salarial. 

Em Curitiba, os vereadores aprovaram na sessão plenária desta terça-feira (16), em primeira votação, o congelamento dos salários da própria função para a próxima legislatura, que vai de 2021 a 2024. Cristiano Santos (PV) foi o único parlamentar contrário a iniciativa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.