quinta-feira, 6 de agosto de 2020

VENCEMOS O COVID-19

Quem me conhece sabe, não falo mal por afinidade política de lado A ou B, meu negócio sempre foi o preto no branco, o que está certo, está certo e o que está errado está errado e deve ser apontado.

E desta vez, como quem joga pedras também pode aplaudir, quero dividir um fato bastante rápido com você leitor.

Meu filho de apenas oito anos (8), no último dia 30 de julho testou positivo para o Covid-19, como o exame detectou seu contágio e também cura não fomos indicados a procurar a unidade médica. No sábado por voltas das 15 horas, meu filho teve febre, medicado em casa por nós, (Não é o correto), a febre passou, no entanto, por volta das 18 horas a febre voltou, resolvemos leva-lo ao hospital, na área especializada em Covid-19. Fomos atendidos pelo Drº Antônio Carlos, e duas enfermeiras, e devido à gravidade do problema, o Drº decidiu pela internação.

A partir daqui vem o verdadeiro sentido desta matéria, externar minha gratidão aos que cuidaram de meu filho, e, tornar público tamanho profissionalismo daqueles que por cinco dias conviveram conosco. Para ser sincero, foi mais que profissionalismo, me surpreendi, pois, em ambientes públicos estamos acostumados a ser tratados com indiferença, frieza, desdém, todavia, nesta ocasião foi uma realidade completamente diferente, recebemos ATENÇÃO, RESPEITO, EMPATIA, ATENDIMENTO EXCEPCIONAL, (quero abrir esse parêntese para parabenizar os dois recepcionistas que são espetaculares no quesito educação e bom atendimento). Continuando, as enfermeiras, e técnicas foram simplesmente espetaculares. Devo admitir que em toda a minha vida jamais recebi um atendimento público tão (padrão particular) como foi desta vez. É uma pena eu não saber o nome de todos os médicos, pois todos foram em igual teor totalmente humanos conosco. Ter um filho nessas condições de saúde não é fácil, e quando não se encontra profissionais que colaborem é ainda pior, sorte a nossa que desta vez foi diferente. Queria lembrar de todas as técnicas em enfermagem que se preocuparam, iam ver meu filho a todo momento, e assim nos ajudaram a superar essa doença terrível.

Hoje, após, quase seis dias de internação, meu filho teve alta, curado, e nós, felizes por ter a oportunidade de trazer nosso filho para casa mais uma vez. Pena que muitos não tiveram e tantos outros não terão essa oportunidade.

Quero aproveitar para pedir a todos que mantenham-se sentinelas, acordados, atentos vigilantes, pois o vírus ainda existe e pode ceifar muitas vidas. Evite a todo custo aglomerações, sair para rua sem necessidade, abuse do álcool gel, de lavar as mãos, e use sempre a máscara.

Esta é a única oportunidade em que JUNTOS não somos mais fortes, mas, pelo contrário, quanto mais distantes, separados uns dos outros, mais cedo sairemos dessa calamidade.
Por fim, reitero meu eterno AGRADECIMENTO aos médicos, enfermeiras e técnicas de enfermagem que nos atenderam, que Deus possa continuar abençoando vocês para que possam permanecer ajudando a salvar vidas.

Rodolfo Barreto –

Espaço aberto ao meu filho.
Obrigado por me proteger, por me trazer de volta ao meu lar, estou grato. Eu já não aguentava mais ficar no hospital, mas já estou em casa e feliz.

Felipe Barreto.

4 comentários:

  1. Deus e fiel meu amigo;pode acreditar🙏🙏

    ResponderExcluir
  2. Eu não sabia disso, amigo. Graças a Deus agora está tudo bem.

    ResponderExcluir
  3. Que deus abençoe sempre essa famulia esse garotão👐

    ResponderExcluir
  4. Amém, saúde para ele e parabéns pela atitude de gratidão

    ResponderExcluir

ATENÇÃO: Não serão aceitos comentários com teor ofensivo, difamatório ou contendo palavras de baixo calão.